segunda-feira, 10 de agosto de 2020

CADASTRO PARA ESPAÇOS ARTÍSTICOS E CULTURAIS


Em virtude da aplicação da Lei de Emergência Cultural – Lei 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc) a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania, Esporte e Turismo - FICC, em parceria com o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna- CMPCI iniciou  no dia 07 de agosto de 2020 o processo de cadastro para espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias.

Este processo cadastral estará disponível até o dia 14 de agosto de 2020  e será realizado através do preenchimento de formulário ou por vídeo em casos especiais, ferramenta que está sendo utilizada para o levantamento de dados quantitativos, que irá viabilizar a elaboração e operacionalização de políticas culturais pela FICC. 

Para inscrições por vídeo serem validadas o interessado deve declarar estar impossibilitado  de realizar sua inscrição  por meio do preenchimento do formulário virtual, e/ou ser portador de alguma deficiência especial. O vídeo a ser enviado deverá conter resposta a essas perguntas :

- Qual o nome do seu grupo, associação,  coletivo ou espaço  cultural?  

- Quais as atividades culturais que seu grupo, associação, coletivo ou espaço cultural desenvolvem?  

- Qual o tempo de atuação do seu grupo, coletivo, associação ou espaço ?

- Quanto o seu grupo,coletivos, associação ou espaço  ganham desenvolvendo tal atividade cultural?

- Quantas pessoas fazem parte do grupo,coletivos, associação ou espaço cultural ?

E também poderá ser relatada outras  informações que julgar necessárias para comprovar a  atuação do grupo, coletivo, associação ou  espaço  na área da cultura.

As informações disponibilizadas no cadastro serão agrupadas e integradas ao SMIIC (Sistema Municipal de Informações e Indicadores Culturais) e também ao SNIIC ( Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais) que poderá solicitar complementação conforme a necessidade de aplicação do cadastro.

Vale destacar que todas as informações enviadas à FICC , por meio deste questionário, são de inteira responsabilidade dos cadastrados.

Estão aptos ao cadastro:

- grupos e coletivos culturais;
- organizações e associações culturais;
- instituições culturais; e
- espaços artísticos e culturais.

Cuja a área de atuação seja o município de Itabuna - BA devidamente comprovada através de currículo e/ou portfólio ou autodeclaração por vídeo em casos especiais anteriormente descritos.

A FICC também disponibilizou corpo técnico para viabilizar o processo de inscrição no modo  presencial; portanto, caso o grupo, coletivo ou organização cultural  não disponha de aparato técnico para realizar sua inscrição, dirija-se a sede com todo o  material comprobatório.

Maiores informações através do telefone: 3613 - 4915.


sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Reunião do Colegiado Setorial de Cultura Afro-Brasileira

O Colegiado Setorial  de Cultura Afro-Brasileira representado por Lula Dantas, Babalaxé N’Ilè Axé Oyá Funké e Coordenador do Ponto de Cultura - Associação do Culto Afro Itabunense/ACAI, em parceria com Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna, realizará nesta segunda-feira, dia 10 de agosto,às 18hs reunião virtual com as lideranças de terreiro.

Essa reunião têm por intuito apresentar o processo de implementação da Lei Federal de Emergência Cultural - Aldir Blanc no município de Itabuna. O processo de habilitação e cadastramento das comunidades; elaboração, gestão e prestação de contas de recursos públicos a serem recebidos via edital.

Para participar, o interessado deverá ter o aplicativo Google Meet instalado em seu dispositivo. Para entrar na sala, basta clicar no link a seguir: 

https://meet.google.com/hdf-mbim-dkb

quarta-feira, 29 de julho de 2020

II Diálogos Culturais Setoriais - Lei Aldir Blanc



Dando sequência ao debate o  diálogo cultural da próxima quinta-feira (30), às 18 hs será específico para a apresentação das proposta aos setoriais de : música,literatura, cultura popular e identitária, cultura afrobrasileira e meio ambiente acima descritos e estará  aberto a contribuição dos demais agentes culturais presentes.

Para participar, os interessados deverão ter o aplicativo Google Meet instalado em seus dispositivos. Para entrar na sala, basta ir no endereço https://meet.google.com/vih-awtv-msn ou acessar pelo código QR disponível. 

terça-feira, 28 de julho de 2020

Diálogos Culturais Setoriais - Lei Aldir Blanc

Em virtude da Lei  Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc e com o intuito de construir propostas conjuntas e integradas que auxiliem a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania - FICC, para melhor operacionalizar as medidas necessárias e que os recursos previstos possam beneficiar os artistas, agentes culturais, grupos, associações, coletivos, etc. Em Itabuna, o Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPCI), realizará o segundo  diálogo cultural com o tema “A Lei Aldir Blanc”, na próxima quarta-feira (29), às 18h, tendo como público-alvo agentes culturais dos setoriais de : audiovisual, artes visuais, artesanato, artes cênicas e comunicação, todos sujeitos que estão envolvidos com a cultura local.

O diálogo cultural da próxima quarta, contará com a apresentação das proposta específicas aos setoriais acima descritos e estará  aberto a contribuição dos demais agentes culturais presentes. 

Para participar, os interessados deverão ter o aplicativo Google Meet instalado em seus dispositivos. Para entrar na sala, basta ir no endereço https://meet.google.com/vih-awtv-msn ou acessar pelo código QR disponível.  

sexta-feira, 3 de julho de 2020

CMPCI ABRE DIÁLOGO CULTURAL SOBRE A LEI ALDIR BLANC, PRÓXIMA SEGUNDA (6)



Com a sanção da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, por parte do Governo Federal, todos os municípios brasileiros começam a operacionalizar as medidas necessárias para que os recursos possam beneficiar os artistas, agentes culturais, grupos, associações, coletivos, etc. Em Itabuna, o Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPCI), realizará um diálogo cultural com o tema “A Lei Aldir Blanc e Sua Efetivação em Itabuna”, na próxima segunda-feira (6), às 18h, tendo como público-alvo todos os sujeitos que estão envolvidos com a cultura local, em situação de vulnerabilidade financeira e impedidos de prover suas subsistências devido à pandemia de Covid-19.
 
Para a presidenta do CMPCI, Bruna Setenta, “este é um momento muito delicado e que tem exigido muito, especialmente do poder público e dos órgãos fiscalizadores, a exemplo do nosso conselho, que tem se debruçado bastante para que as coisas deem certo”, disse.
 
Setenta aponta que, desde que o novo presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), José Trindade, assumiu, ao CMPCI foi reportada uma retomada dos trabalhos, especialmente no caráter consultivo do conselho, no sentido de contribuir ao máximo com as ações necessárias para que a cultura da cidade esteja abarcada em tudo que venha para minimizar os impactos da pandemia.
 
No diálogo cultural da próxima segunda, o CMPCI estará com a abertura de um canal justamente para esclarecer aos fazedores de cultura da cidade quem pode acessar os recursos da nova lei federal, como e quando.
 
Para participar, os interessados deverão ter o aplicativo Zoom instalado em seus dispositivos. Para entrar na sala, basta ir no endereço b.link/cmpci ou acessar pelo código QR disponível. A senha de acesso é “cmpci” (sem aspas). A expectativa do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna é a de que 100 pessoas participem do diálogo. Estão convidados artesãos, profissionais do audiovisual, das artes cênicas, do design, de comunicação social, representantes da cultura afro-brasileira, da cultura popular e identitária, da música e do meio ambiente, além das universidades, representantes da sociedade civil e imprensa.
___

Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna (CMPCI).
Setorial de Comunicação Social.
Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza.
Arte: Júlio Pomba. 
03/07/2020.

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Informes sobre o Auxílio Emergencial Cultural Municipal


Na manhã desta segunda feira, dia 15 de junho de 2020, Bruna Setenta, presidenta do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna, esteve em reunião com presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania – FICC, José Carlos Trindade no intuito de dialogar sobre o andamento do processo que criará o programa de auxílio financeiro aos artistas e agentes culturais do município de Itabuna. Nesta conversa foi revisado o projeto de lei a ser encaminhado a Procuradoria Municipal naquele mesmo dia e posteriormente dando sequência ao trâmite legal da administração pública.

Uma de suas medidas é a garantia de complementação mensal de renda no valor de R$300,00 (trezentos reais) durante o período de 3 (três) meses aos trabalhadores informais no setor cultural, abrangendo artistas, produtores, técnicos, curadores, oficineiros, professores de escolas de arte entre outros. A ideia do programa é que o auxílio chegue a trabalhadores da cultura. Após aprovação será disponibilizado no site da FICC a inscrição para o possível pleito com prazo e critérios a serem estabelecidos.

Vale ressaltar que toda comunidade cultural precisa estar com o cadastro municipal atualizado no banco de dados da FICC, https://www.ficcitabuna.com.br/recadastramento. Se você é um profissional com atuação no campo cultural ou na cadeia econômica da cultura, incluindo artistas de forma geral, técnicos de som e luz, cenógrafos, entre outros muitos profissionais e ainda não se inscreveu, faça-o.

O Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna – CMPCI, é o órgão responsável pelo assessoramento a gestão pública. Representando a classe cultural e seus interesses, o CMPCI criou uma Comissão Especial para tratar sobre o Auxílio Emergencial Cultural composta por Ize Duque Magno e Egnaldo Ferreira França, membros do conselho inaptos ao pleito pelo desenvolvimento de tais funções e  desde abril tem estreitado um diálogo com a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania- FICC,  no intuito de garantir um auxílio emergencial entendendo o quanto a classe cultural tem sentido seus impactos nesse momento de pandemia.

Ademais destaca-se que toda ação será amplamente divulgada no blog do CMPCI e no site oficial da FICC.



Atenciosamente,

Bruna Setenta Góes Almeida
Presidenta CMPCI

sábado, 6 de junho de 2020

Cadastro Cultural Estadual

Atenção comunidade cultural de Itabuna, a  Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) disponibilizou a  atualização do Cadastro Cultural no Sistema de Informações e Indicadores em Cultura,  siic.cultura.ba.gov.br/cadastro

O intuito da iniciativa é traçar um panorama dos agentes, espaços, grupos e instituições culturais dos 27 territórios de identidade baianos. 

O cadastro possibilitará a criação  de indicadores sobre a cadeia produtiva da cultura no estado, contribuindo no planejamento, monitoramento e avaliação das políticas públicas; na otimização dos mecanismos de fomento e no fortalecimento do processo de territorialização das ações culturais.

Vale destacar que a plataforma funciona como um mapeamento online, dinâmico , sendo a responsabilidade da informação assumida pelo próprio usuário. Já os agentes culturais contarão com uma vitrine para difundir suas atividades e ampliar o diálogo com outros profissionais da área. 

As dúvidas que surgirem durante o processo de cadastro podem ser encaminhadas:

por e-mail: cadastrocultural2020@cultura.ba.gov.br  ou 
por telefone : (71) 99688-1460.

Não fique fora dessa!!!